<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d20740406\x26blogName\x3dEnfim,+m%C3%A3e\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://enfimmae.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://enfimmae.blogspot.com/\x26vt\x3d3876873934172737224', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
20 abril 2006

...

Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes
Eu não tinha roupas manchadas.
Eu tinha calmas conversas ao telefone.

Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.
Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes.

Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo dia.
Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar.

Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não.
Imunizações e vacinas eram coisas em que eu não pensava.

Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.

Antes de ser mãe eu tinha controle sobre a minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos.
... eu dormia a noite toda ...

Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.
Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.
Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha.
Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.

Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastar meu corpo do dela.
Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando não pude estancar uma dor.
Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida.
Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim.
Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.

Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo.
Eu não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto.
Eu não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança.
Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse fazer-me sentir tão importante.

Antes de ser mãe eu nunca me levantei à noite a cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem.
Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe.
Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.

Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus , por eu ser agora um alguém tão
frágil e tão forte ao mesmo tempo.

Obrigada Deus por permitir-me ser Mãe!

*************************

Oi, pessoal...

Acho que toda MÃE se identifica com estes versos!!!

Sei que estou em falta neste blog... mas, infelizmente, também não vou conseguir escrever muito hoje!!!

PROMETO aparecer na próxima semana!!!

Beijos e fiquem com Deus!!!



Karen mãe do coração
* 4:20 PM |
27 março 2006

Lembram de mim???


Pois é... a dona deste cantinho voltou!!!
Estou muito feliz que o blog tem feito sucesso!! Todas as minhas amigas têm elogiado bastante!! Inclusive têm se emocionado também, mas juro que não é minha intenção fazer ninguém chorar!!!
Tudo o que conto aqui são momentos gravados na minha memória e no meu coração... por isso, às vezes, o post fica longo, pois escrevo detalhes de tudo o que aconteceu.
E a minha demora de vir postar é justamente por isso... tenho que estar com a cabeça tranquila para poder lembrar de tudo!!
Bom... vamos continuar...

Consegui tirar mais 4 meses de licença (direito de mães adotivas de bebês de 0 à 1 ano de idade) e fiquei com o Pedro...
Foi uma fase da qual tenho muuuuuuuuuuita saudade!!! Não cansava de ficar debruçada no carrinho vendo aquele serzinho tão lindo dormindo ou, muitas vezes, olhando para o nada!!!
E demorou pra cair a ficha... ele era MEU FILHO!!
O Edson ainda conseguiu ficar em casa por uns 15 dias (férias), então aproveitamos para levá-lo ao pediatra (Dr. Benjamin Koppelman) - um amor de pessoa!!! Nós chegamos em SP no sábado, já fomos ao pediatra na 2ª feira... pois por mais perfeito que ele parecia ser, tínhamos que ter esta certeza!!
Então o Tio Benjamin pediu só o exame básico: o do PEZINHO... só que o completo!!
De resto, ele disse que era uma criança perfeita!!
Resolvemos ir na APAE, que é do lado de casa, fazer este exame!! Só que não é somente um furinho no pé!! Tiveram que tirar da veia do braço do meu filhotinho!!!
A cena foi tão triste que o Edson até saiu da sala... imaginem tirar sangue daquele bracinho todo fininho, só cheio de pele!!!
O pior passou... graças a Deus, os resultados dos exames foram todos ótimos e acreditem... até o tipo de sangue é igual do PAPAI... O+
Poderia até ter tentado amamentá-lo, mas já haviam se passado 8 meses da perda do Gabriel e até o meu leite descer de novo, o Pedro morreria de fome e ele era muuuito faminto!! Então, nem tentei, a pedido do pediatra!!
O jeito foi começar a dar NAN... se adaptou super bem, sem problemas nenhum!! Aliás, o Pedro nunca teve problema com alimento algum!! Come e bebe de tudo!!!
Consegui curtí-lo muito na minha licença, mas um dia iria acabar, né??? Ainda bem que pude contar com a ajuda da minha mãe, que apesar dos seus 70 anos, se ofereceu em tomar conta do nosso pequeno!! E fica com ele até hoje... agora só meio período!!
Foi muito difícil a volta ao trabalho... dá uma dor no coração!!! Parece que as horas não passam!! Vocês podem não acreditar, mas no 1º dia em que o deixei na minha mãe e fui buscá-lo à noite... ele me ignorou!! Fazia gracinha pra ele e ele virava a cara!!! Me rejeitando totalmente (snif, snif!!).
A história eu continuo depois... agora, como faz tempo que não coloco fotos por aqui, vou postar uma de quando o Pedro tinha 5 meses e meio...

Viram que gorducho mais lindo???

Beijos e até o próximo post (prometo não demorar!!)!!




Karen mãe do coração
* 4:12 PM |
08 março 2006

Oiiiiiiiiiii...

Voltei... depois de muuuuuuuito tempo!!
Pois é... já disse que para escrever neste blog, tenho que estar bem inspirada... e anda tão corrido no trabalho que não tenho muito tempo para ficar escrevendo!!
Hoje deu uma folga e cá estou eu...

Então... depois do meu 1º encontro com o Pedro... não desgrudei mais dele... (até hoje!! rsrsrs)
A Sandra e eu ficamos em Rio Verde durante 1 semana, pois tínhamos que resolver a "famosa" parte burocrática!!!
Ficamos em um hotel bem simples, mas muito gostoso... e os donos, então... super simpáticos!! Esquentavam água pra nós e colocavam em uma garrafa térmica (usávamos esta água pra fazer a mamadeira do Pedro, que já tomava NAN)!! Além de sempre perguntarem se precisávamos de mais alguma coisa!!
Toda manhã, íamos para o CEIF... pois a Ellen, as Veras e todas as funcionárias da creche queriam ter o Pedro por perto... afinal de contas, ele era novidade pra todos!!! Inclusive pra mim!!!
Ficávamos durante o dia por lá e à noite sempre acabávamos jantando na casa de alguém!! Mas teve um dia que tava a fim de curtir o meu filho sozinha... então não saímos pra nada do hotel!! Até almoço e janta pedimos fora!!!
Até toda a papelada ficar pronta, chegou o dia 1º de Julho e... adivinhem... o Fórum entrou em recesso!!!! Só iriam voltar em agosto!!!
Tivemos que voltar pra São Paulo somente com o documento de guarda provisória!! E quando o advogado conseguisse marcar a audiência, ele me avisaria e teríamos que voltar lá pra conseguir a adoção definitiva (isso só aconteceu 1 ano depois... dia 02/08/2004).
Nosso vôo pra São Paulo, no sábado, foi tranquilo!! O Pedro... o centro das atenções!! Chegamos na minha terra maravilhosa com muito frio e tempo chuvoso (que novidade!!) por volta das 14:00hs; estavam nos esperando no aeroporto... meu pai, minha irmã e minhas 2 tias!! Vcs devem estar perguntando... e o pai??? Ele chegou no dia seguinte daquela viagem de pescaria!!
No carro, minha irmã foi segurando o Pedro... pois sabia que chegando em casa ela não teria vez (risos)!!!
E foi isso mesmo que aconteceu!!
Já na porta do elevador, minha mãe estava nos aguardando e logo pegou o netinho!! Dentro de casa, estavam meu cunhado e 5 sobrinhos!! Foi uma recepção e tanto!!
Nesse mesmo dia, ainda vieram em casa... a minha sogra, a minha outra cunhada com o marido e 2 filhos!!! Enfim, todos conheceram o pequeno Pedro antes do pai (risos).
Todos foram embora, inclusive a Sandra (como foi difícil ela se separar do Pedro!!)... só ficaram em casa pra dormir comigo... os meus pais!!
No domingo ficamos bem sossegados em casa, só esperando o papai chegar!!! O ônibus teve um problema, e ele só chegou por volta das 22:30hs!!!
Quando abriu a porta, eu estava com o Pedro nos braços... o Edson ficou olhando admirado!! Hoje ele diz que a ficha não tinha caído!! Que ele veio a viagem toda pensando em como seria o seu encontro com o filho!
Naquela noite é que tive a certeza de que éramos uma família!!!
Depois... conto mais!!!

Beijos!!



Karen mãe do coração
* 4:40 PM |
22 fevereiro 2006

1º Contato com Pedro Henrique...

Pessoal... desculpem e demora em postar, mas, como já disse, neste meu cantinho tenho que estar muito inspirada em escrever... afinal de contas é a minha história!! E nesses últimos dias, não tive tempo de vir aqui!!
Mas... lá vamos nós com a continuação!! Acho que hoje acaba...

O Pedro nasceu dia 24/06/2003!!!
Como fomos pegos de surpresa... tivemos que correr com tudo!! Afinal de contas nossa viagem estava marcada para o dia 07/07!!
A começar com a impossibilidade do Edson ir comigo!! Ele estava com uma viagem de pescaria ao Xingu toda paga... ele já nem estava dormindo por conta desse passeio!!
Claro que se tratava de ir buscar o FILHO dele também, mas acho que nessas horas... homem só atrapalha!!
Precisava de alguém que me ajudasse... ainda mais que teria que cuidar da parte burocrática também!! Pensei em 1º lugar na minha mãe... mas ela achou melhor eu levar a minha cunhada Sandra (irmã do Edson)... que na época não estava trabalhando e que estava curtindo cada momento tanto quanto eu!!! Fiquei aliviada com a escolha!! A Sandra e eu nos damos super bem... somos como irmãs!!
Bom... avisei aos meus chefes sobre o nascimento do MEU FILHO!! Todos ficaram contentes e me dispensaram no mesmo dia (por 4 meses, é claro!!). Fiz o que pude no escritório... deixei tudo em ordem!!
Só consegui marcar as passagens para o dia 26/06... então no dia 25, fui atrás de cópias de documentos, arrumar a mala com as roupas para o Pedro... enfim, cuidar de tudo do que iríamos precisar para essa "jornada"!!
No dia 26, embarcamos logo cedo!! O Edson nos levou até o aeroporto!! Estávamos levando uma mala pra nós duas, uma mala para o Pedro e um moisés... pois ele não teria onde dormir, já que ficaríamos em um hotel!! Nosso destino... Campo Grande!!
Não me lembro bem, mas a viagem durou em torno de 2 horas!! Chegamos emCampo Grande por volta das 11:00hs e fomos direto para a rodoviária... pois ainda teríamos um belo pedaço de estrada pela frente!! Nosso destino agora seria Rio Verde do Mato Grosso!! Cerca de 4 horas de viagem de ônibus!!
Conseguimos comprar passagem para às 13:00hs... vcs imaginam a Sandra e eu sentadas em uma lanchonete em frente à rodoviária, cheia de malas e tendo que fazer hora até a partida do nosso ônibus!! Fora a ansiedade que já estava nos consumindo!!
Finalmente deu 13:00hs e partimos rumo ao encontro com o MEU FILHO!!
O ônibus parava em tudo que é vilarejo (não podemos nem chamar de cidade, de tão pequeno)... perguntávamos para os outros passageiros se faltava muito e a resposta era... SIM, FALTA MUITO!!!
Até que Rio Verde chegou!! Descemos na rodoviária e ligamos para meu ANJO DA GUARDA... Ellen, que iria nos buscar!! Eis que 5 minutos depois ela chega junto com a Vera (minha fada madrinha)!! Colocamos tudo no carro e lá fomos nós para o CEIF (Centro de Educação Infantil Fênix)... uma creche onde a Ellen era diretora e onde o Pedrinho estava sob os cuidados da tia Vera (berçarista da creche)!!
Quando chegamos na porta do CEIF, meu coração já disparava!!! Deixamos tudo no carro e lá fomos nós!!
O meu encontro com o Pedro posso dizer que foi mágico, mas ao mesmo tempo... estranho!! É uma sensação esquisita... vc chegar em lugar, totalmente distante, olhar para um bebezinho e pensar... É MEU FILHO!!! Quando o peguei nos braços, fiquei olhando pra aquela "coisinha" toda indefesa... estava com uma roupinha bem simples, só um pé de meia (a "bio" não havia feito nenhum enxoval pra ele!!)!! A Sandra correu para o carro e trouxe a mala dele... tinha roupa que não acabava mais!! Logo o trocamos... colocamos fralda descartável e um macacão azul, lindo de morrer!!
Depois de todo arrumadinho, perfumado... fiquei olhando para aquele anjinho e liguei para o Edson... e perguntei... O QUE VC ANDOU FAZENDO POR AQUI??? ELE É A SUA CARA!!! Realmente, desde recém-nascido, o Pedro é a cara do Edson (até hoje!!!)
Hoje só vou colocar uma foto minha com o Pedro (com 9 dias)...


Amanhã ou depois eu venho contar mais... Senão, o post fica quilométrico!!

Beijos!!




Karen mãe do coração
* 3:24 PM |
17 fevereiro 2006

Chegada do Pedro Henrique...

Lembro como se fôsse hoje... a 1ª vez em que conversei com a Vera (minha fada madrinha)!!
Foi no dia 16/01/03... ela ligou em casa (ainda estava em licença maternidade) e se identificou como amiga da Sharon (chefe do Edson)... disse que ficou sabendo da nossa história e do nosso interesse em adotar uma criança!! E que, por este motivo, estava me ligando para saber se gostaríamos de adotar uma menina de 2 meses e meio!! Depois de conversar com o Edson, falei que sim!!
Resumindo... a história da menina era muito complicada e acabou não dando certo!!
Em fevereiro, voltei a trabalhar... e assim foi, até que... no dia 08/05, a Vera me ligou de novo... dizendo que estava a trabalho no interior do Mato Grosso do Sul, mais precisamente em Rio Verde do Mato Grosso, e ficou sabendo de uma mãe que estava grávida de 8 meses e não poderia ficar com o bebê!! Se ainda havia interesse de nossa parte??? Claro que SIM!!!
Disse que a moça havia feito somente os exames básicos... nenhum ultrassom... contanto, que não sabia o sexo da criança (o que não tinha a mínima importância para nós)!!!
Como a Vera tinha que voltar pra São Paulo, me apresentou uma pessoa por telefone... a Ellen, que estava grávida de 7 meses, para me dar notícias a respeito da "bio" (mãe biológica).
A "bio" foi ao médico e este solicitou um ultrassom (pago por mim)... através dele constatamos que estava tudo bem com o bebê e que era um MENINO!!
Sabendo o sexo... ficamos pensando no nome!! Pensamos em Arthur, Bernardo (nome do meu avô), Matheus... até que chegamos em um consenso... PEDRO HENRIQUE!!
Como era de vontade da "bio" fazer laqueadura (já era a sua 4ª gestação e ela tem um filho deficiente para cuidar!!), marcaram uma cesárea para o dia 07/07/03!!
O Edson e eu nos programamos para estarmos lá nesta data!!
Só que o danadinho do Pedro estava com pressa e resolver nascer antes... 24/06/2003 às 00:47hs!!
O telefone de casa chegou a tocar de madrugada, mas só uma vez e parou!! Quando cheguei no serviço por volta das 08:00hs, vieram me avisar que estavam ligando de Rio Verde... quando eu atendi, a Vera (que estava lá de novo) falou... PARABÉNS MAMÃE, SEU FILHO NASCEU!!
Posso dizer que é uma sensação mais do que estranha... vc aqui e SEU filho nascendo em outro lugar!!! Mas não deixa de ser uma alegria, uma euforia... sei lá!! Nem sei explicar!!

Conto mais depois!!

Beijos!!



Karen mãe do coração
* 10:34 AM |
14 fevereiro 2006

Mensagem do Gabriel...

Desde o tempo de namoro, tinha o conhecimento de que as irmãs do Edson, inclusive ele, possuem mediunidade!! Isso nunca me assustou, pois sempre acreditei no Espiritismo, mesmo sendo católica!!
Uns 15 dias depois da morte do Gabriel, a Sandra (irmã do meio do Edson) me ligou (nos falamos praticamente todos os dias) e disse que precisava me contar um "sonho", mas ao mesmo tempo estava preocupada, pois eu estava sozinha em casa (estava em licença) e não sabia a minha reação!! Aí, eu falei que ela poderia contar... que eu estava bem!!!
Ela disse que naquela madrugada teve um sonho, mas que ela sabia que não era um sonho e sim um ENCONTRO!!!
O cenário era um campo com grama bem verdinha e bem florido!! Lá longe ela via um grupo de crianças brincando... e nisso uma delas veio em sua direção!! Era um menino, entre 4 e 5 anos, cabelos castanhos claro bem lisinhos... estava vestindo bermuda e camisa clara!! Começou a pular ao seu redor e falava... OI, TIA... TUDO BEM??? SABE QUEM SOU EU??? ... e a minha cunhada, não sabendo pra onde olhar, respondeu... NÃO, NÃO SEI!!! Aí, ele pulando ainda, disse... SOU O GABRIEL!!! Nisso a minha cunhada leva um susto e só fica olhando pra ele!!
Mesmo pulando ele falava... FALA PRO MEU PAI E PRA MINHA MÃE QUE EU ESTOU BEM!! QUE EU PASSEI 5 ANOS EM UMA U.T.I. E QUE AGORA EU ESTOU CURADO!!! VOCÊ FALA???... A minha cunhada, totalmente sem reação, não conseguia responder nada!! Nisso, o "menino" cutucava ela e perguntava... TIA... VC FALA?? FALA???!! Até que a minha cunhada respondeu... TÁ BOM... EU FALO!! PODE DEIXAR!!
Aí, ele sossegou e já estava indo embora na direção das outras crianças... quando de repente, resolveu voltar e falou... AH, E FALA PRA ELES QUE O MEU IRMÃOZINHO LOGO LOGO TÁ INDO!!! Depois disso a minha cunhada disse que acordou... mas, ATÉ HOJE, ela lembra de cada detalhe, de cada palavra!!
Ela me contou isso por telefone... Eu nem conseguia falar com ela... de tanto que eu soluçava!!
À noite, TENTEI contar isso para o Edson... não consegui!! Eu só chorava!! Tive que pedir pra ele ligar pra irmã para que ela contasse!!
Quando lembro dessa história, ainda me emociono!!
Não faz muito tempo, minha cunhada disse que em "sonho ou encontro" viu o Gabriel novamente... só que dessa vez ele não veio falar com ela... só o avistou de longe!!
Tudo isso aconteceu em novembro/2002... em janeiro/2003, surgiu a oportunidade de adotarmos uma MENINA... e não deu certo!!! E, em junho/2003... chegou o IRMÃOZINHO do Gabriel... o Pedro Henrique!!!
Agora como o Pedro chegou até nós... conto no próximo capítulo!!!

Beijos e até amanhã, se Deus quiser!!!



Karen mãe do coração
* 2:03 PM |
13 fevereiro 2006

Selinho de Mãe e Filho...

É exatamente desse jeito que Pedrinho e eu trocamos beijinhos!! (Não reparem no branco do meu cabelo, tá?? Estou precisando tingir com urgência!!)
Quando o pai pede é no rosto, mas quando sou eu... é direto um selinho na boca!! Ai que gostoso!!!
Bom... continuando a minha história...

Quando o Gabriel nasceu... ele não chorou!! Deu, praticamente, um "miadinho" e bem fraquinho!! Logo mostraram ele pra mim e saíram da sala!!
Uns minutos depois, voltaram com ele... me mostraram novamente e como ele estava ficando roxinho, disseram que era por causa do frio!!
Fui pra sala de recuperação por volta das 13:00hs!! Só fui levada para o quarto por volta das 16:00hs!! E meio zonza ainda!!
Chegando lá, o telefone não parava de tocar... e toda vez era o Edson quem atendia e depois de desligar saía do quarto, voltando minutos depois!!
Quando eram umas 18:00hs, o Edson entrou no quarto juntamente com um médico que disse que precisava conversar comigo!! Além do Edson, estavam no quarto minha mãe, meu pai e a Sandra (irmã do Edson), que considero minha irmã!!
O médico explicou tudo o que estava acontecendo... que depois de vário exames feitos no Gabriel, detectaram que ele havia nascido com uma obstrução em uma das válvulas do coração!! Por isso que ele ficava roxo!! Não estava conseguindo respirar sozinho!! E que ele iria ser transferido, naquele mesmo dia, para um hospital especialista e com mais equipamentos (Hospital do Coração). No dia seguinte, ele iria passar por um cateterismo e, caso não resolvesse, dois dias depois seria operado!!
E foi o que aconteceu... ele teve que ser operado!!
Tive "auta" do hospital justamente no dia da cirurgia!! Mesmo cheia de pontos, fui até lá pelo menos pra vê-lo antes de ser encaminhado ao centro cirúrgico!! Consegui vê-lo e rezei muito!! Deixei nas mãos de Deus!!! A cirurgia deu certo!! Só o pós-operatório que não!!
Como, pra ajudar, ele era prematuro... ele teve algumas complicações em pulmões, rins (teve que fazer diálise)!! Enfim... um monte de probleminhas!! Ele teve altos e baixos!!
Nossa agonia durou exatos 9 dias!! Na madrugada de 31/10, recebemos um telefonema do hospital pedindo que o Edson fôsse até lá!! Claro que já esperávamos o pior!! E foi exatamente o que esperávamos... nosso pequeno faleceu às 01:15hs!!
Só sei que a família toda chegou no nosso apartamento!! Minha mãe, coitada... inconsolável!! Lembro como se fôsse hoje... ela falava... "ERA O SEU SONHO!!!".
O Edson e eu não tínhamos condições de cuidar de nada!! Tomamos um calmante e fomos "dormir"!! Tudo ficou por conta do meu irmão, meu pai e minhas tias... que são responsáveis pelo túmulo da família!!
Não quisemos, por nossa vontade, participar do enterro!! Seria muito triste... e já estávamos o suficiente para passar por isso também!! Além de não querer ver e nem conversar com ninguém!! Acho que tínhamos esse direito!!
Hoje considero o Gabriel o NOSSO ANJINHO!!! Ele, com certeza, olha por nós!! E, com certeza, foi um dos responsáveis pela chegada do seu irmãozinho... Pedro Henrique!!
A história do Pedro... conto depois!! No próximo "post"!!!

Beijocas!!!



Karen mãe do coração
* 5:22 PM |
© Layout Exclusivo Desenvolvido Pela Esferográfica Azul * Proibida a cópia total ou parcial *